Seu parceiro canino

 

Não importa se você é daquelas pessoas que ama fazer exercícios ou se faz apenas porque precisa muito, o importante é movimentar-se! Na hora de colocar o corpo em atividade não esqueça do seu companheiro canino, ele também precisa e pode lhe motivar a ir além. No entanto, não dá para sair levando o bichinho de qualquer jeito, é essencial saber os limites. Aproveite o seu parceiro bicho. Atente-se!!!

 

Passo 1: Leve o “peludo” ao veterinário

Antes de mais nada é importante marcar um check-up para o “peludo” no veterinário. Faça avaliação do coração, exame físico; descubra se ele não tem nenhuma dor ou contraindicação.

 

Passo 2: Keep Calm! Pegue leve na distância

Segundo passo é fazer o exercício ser lúdico, com diversão. Seu cão não é um atleta, por isso pegue leve, comece aos poucos. Vá estimulando no cotidiano!

 

Passo 3: Corra sempre em horários mais frescos

Dê preferência aos horários da manhã ou noite. As altas temperaturas do asfalto, da calçada e da areia da praia têm contato direto com as patinhas do cachorro, podendo criar bolhas e queimar os coxins do seu parceiro. Além de não ser nada confortável para o seu “melhor amigo” devido ao aumento da temperatura corporal.

 

Estes são três pontos bem básicos, porém muito importantes. Curta a companhia do seu “fiel escudeiro” e ainda aproveite para começar HOJE o seu projeto de saúde.

 

Acompanhe outras dicas Pet em nosso blog.

 

 

Compartilhe:

uniterras Autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *