A importância de um companheiro “peludo”.

Um companheiro “peludo” mais do que um parceiro para diversas atividades, é também uma importante fonte de estímulos para os seres humanos, principalmente às crianças.  Possuir um pet na infância pode auxiliar no desenvolvimento infantil, sobretudo na sociabilidade e autoestima. Entenda abaixo um pouco mais da importância da parceria entre os pequenos e os animais.

 

Estímulos ao cérebro

Segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), a relação com os animais faz com que as crianças tentem várias vezes a realização da mesma atividade, o que aperfeiçoa habilidades motoras. Os dois primeiros anos de vida, são os principais, afinal neste período quanto mais estímulos, mais conexões se formam entre os neurônios.

 

Desenvolvimento emocional

Habilidades como autocontrole, socialização e capacidade afetiva são alguns dos aspectos positivos mais conhecidos. Afinal, ter um companheiro ensina a interpretar os sentimentos e necessidades de outro ser, o que ajuda a trabalhar empatia, além do estímulo à comunicação não verbal e do carinho com o próximo.

 

Mais atividades físicas

Levar o “mascote” para passear ou brincar com ele é uma ótima maneira de colocar os pequenos em movimento. Quanto mais envolvida com o animal a criança for, maiores as chances de ela ser “ativa”.

 

Controle do estresse

Os cães e gatos podem ajudar a relaxar e acalmar a criança. A explicação é que ao afagar o animal de estimação, o corpo libera hormônios como a ocitocina, ligada ao estabelecimento de vínculos e a uma melhor resposta psicológica e fisiológica ao estresse.

 

Estes são alguns dos auxílios que estes “anjos” peludos podem trazer à vida dos humanos. Não importa a idade, ter um PET ao lado é sempre uma excelente escolha, que com certeza lhe trará muitas alegrias.

Acompanhe mais dicas em nosso Blog. 

 

Compartilhe:

uniterras Autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *