Imóvel ideal para sua família

Escolher um imóvel é um processo importante, ainda mais se é um espaço para se dividir com a família. Porém, essa fase não precisa trazer tanta “dor de cabeça”. Detalhes como definir o que realmente precisa e ter um planejamento prévio, são essenciais para tornar esse momento de escolhas prazeroso. Trouxemos algumas dicas, daquelas bem básicas, que fazem toda diferença. Bora lá!

 

Detalhe 1:  O que sua família realmente precisa?

Esse é o primeiro e mais importante ponto. Neste momento é a hora de pensar em cada membro da família e suas necessidades. O imóvel tem que ser confortável para todos os membros, afinal é o ambiente de “refugio” de cada um. E ainda, além de morar também irão receber pessoas queridas. A casa ou apartamento precisa ter a “cara” da família, e ser um ambiente de aconchego.

Quantidade de peças, tamanho dos cômodos, localização, infraestrutura do terreno ou condomínio…. Enfim, é aqui, neste primeiro passo que você irá tomar as mais importantes decisões, que irão angariar todas as sequentes.

 

Detalhe 2: Sua necessidade é casa ou apartamento?

Eis aqui o momento de avaliar o que sua família busca, mais privacidade ou mais segurança? Neste momento é essencial pensar, inclusive, no conforto dos seus pets, afinal uma casa e um apartamento tem condições bastante diferentes.

Se vocês são fãs de pets, plantas e adeptos à grandes espaços, casa é uma opção bem mais assertiva. Porém, se o seu principal foco é a segurança do condomínio, um AP pode ser realmente um investimento melhor.

 

Detalhe 3: Atenção! Não perca tempo.

Após decidir o que precisa faça uma lista de imóveis que realmente você quer conhecer. Afinal, com tantas descobertas as vezes bate curiosidade em visitar opções aleatórias. Mas, não perca tempo. Seja mais direto (a) na busca e vá criando “filtros” para que ao final das visitas você e sua família tenham uma tomada de decisão mais assertiva.

 

Detalhe 4: Planejamento. Esse não pode faltar.

Não importa o tamanho e valor, se vai alugar ou comprar, é indispensável criar um planejamento das ações. No caso da compra, é preciso reservar o dinheiro para a entrada, estipular um preço máximo para a propriedade, prazos de mudança, reformas antes de mudar-se, entre outros. A programação e o planejamento evitam frustrações ou problemas após o fechamento do negócio.

Se o objetivo for realizar a compra do imóvel é preciso lembrar também que o dinheiro para entrada não é o único valor necessário na hora de um financiamento. É preciso arcar também com a documentação, taxas de avaliação, cartório e transferência de propriedade, entre outros itens que podem exigir uma boa “grana”.

 

Este são alguns dos detalhes básicos para que a sua escolha de imóvel seja uma fase prazerosa e divertida. Afinal, você estará escolhendo um ambiente para conviver com as pessoas que você mais ama.

 

Para mais dicas acompanhe nosso blog.

Compartilhe:

uniterras Autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *